Saturday, June 03, 2006

SUDESTADA EM FLORIPA

Hoje todos foram unânimes em dizer que as ondas estavam grandes em Floripa. Começando pelo Rocha que já dizia cedo que as ondas estavam com 2 metros e subindo, o que ele confirmou em seu terceiro surf report as 11:30, quando complementou dizendo que elas estavam com 2 metros, pesadas e difícil de varar a rebentação. Mais tarde fui informado que vários times de tow in estavam treinando pela manha na Joaca para o I Campeonado Brasileiro de Tow in na Lage de Jaguaruna a se realizar nestes dias.

Passando pela Praia Mole podemos ver a força do swell e ninguem na água

A maré estava subindo e seria cheia as 14 horas, quando fui checar os molhes da Barra da Lagoa que estava bombando. Chegando na praia, vi que a ondulação estava de sudeste, mas com uma inclinação para o leste. Não era uma lestada, mas uma “SUDESTADA”, pois as ondas estavam entrando no canto direito atrás dos molhes na Barra da Lagoa.

Precisamos dizer que esta onda é uma onda lendária em Santa Catarina. Antes da construção dos molhes, em dias de lestadas com vento sul, as ondas entravam limpas atrás das pedras e vinham abrindo uma direita de classe internacional. O antigo shaper Fernando Muniz, o popular Marreco, imortalizou esta onda em um filme caseiro que mostra a alguns amigos, ou visitas importantes.

Em dias de mar grande como hoje, eu somente consigo surfar ondas maiores nos molhes da Barra. Razão, não tem muita explicação, mas diria que é algo sentimental, uma vez qaue aprendi a surfar ali nas marolas da Barra e aos poucos criei coragem para ondas mais empinadas e, finalmente consegui surfar uma onda, que foi a maior que já surfei, ali mesmo nos molhes da Barra em uma lestada em um 2 de fevereiro anos atrás.

A direita lendária nos Molhes da Barra da Lagoa mostra sua graça mesmo com vento maral

Hoje o vento era maral e as ondas estavam mexidas. Mas isto não tirava o charme da onda, como comprovavam os vários parceiros do surf na água. Após um aquecimento e alongamento, estava pronto para a brincadeira e fui aos poucos entrando pelos molhes. Remei em seguida para o outside atrás do farol com listras verdes e tentei me posicionar no pico. Não eram muitas pessoas, mas o time de ansiosos era grande o suficiente para dificultar a brica pelas ondas gordas que chegavam a intervalos longos de espera.

Presenciei algumas belas performances de surfistas anônimos que vinham lá de trás das pedras em direitas lindas mesmo com as condições prejudicadas pelo vento maral. O emocionante de estar lá fora no outside em dias como o de hoje e que a gente vê os meninos droparem e vir fazendo as direitas com ângulos que somente podemos ver em revistas, filmes ou, estando lá lo local da ação.

As ondas estavam gordas e não era fácil entrar nelas. O posicionamento não era muito fácil, mas mesmo assim consegui surfar uma direta gostosa e voltar alegre para casa e me inspirar para contar isto a vocês..

1 comment:

Terry Godfrey said...

men suffer from a terrible condition called premature ejaculation now there is a solution